« Home | Devolução de sorrisos... » | Asas de fogo... » | Vens comigo?... » | Se não for tarde demais... » | Foste tu que me perdeste... » | Da amizade... » | Da dança... » | Da (In)certeza... » | Do corpo... » | Por ti, apenas por ti... » 

Friday, April 28, 2006 

A sangue tatuei o teu nome...

Escrevi a sangue o teu nome em mim para que me corresses nas veias. E foi por ti que sangrei, como sangraria agora e outra vez. Apenas por ti e para ti. Apenas para que cicatrizasses em mim. Para que o teu nome me arrancasse esta pele de ausência, esta pele que há muito que está tatuada pelo teu nome.
Tatuei todas as letras do teu nome nesta corrente rubra de muito mais e deixei que revirasses as gavetas do passado. Contigo aprendi que as gavetas há muito que não deviam ter chaves e que dói mais a incerteza do que uma presença no passado. Pertenço-te nesta certeza de pactos de sangue e é contigo que partilho silêncios de fogo que tanto têm para nos dizer.
E hoje volto a dar o teu nome à minha pele, volto a sangrar por ti e quando me perguntares porque motivo o faço...diluo todas as razões em ti e responder-te-ei que o faço apenas para que me vejas cicatrizar com um sorriso. Porque se um dia me magoares quero que o faças a sorrir.

Adorei como sempre...Mas vê lá não sangres demais porque ainda apanhas alguma doença do coração, daquelas que são bem dificeis de curar...Deixa sangrar um pouco, mas depois não te esqueças de "lamber" as feridas, para que aprendas algo com as cicatrizes..Jinhos

Anelar

Adorei como sempre...Mas vê lá não sangres demais porque ainda apanhas alguma doença do coração, daquelas que são bem dificeis de curar...Deixa sangrar um pouco, mas depois não te esqueças de "lamber" as feridas, para que aprendas algo com as cicatrizes..Jinhos

Anelar

Palavras escritas com a força da velocidade do sangue que te corre nas veias. Gostei muito. Beijo na alma.

"Volto a dar o teu nome à minha pele..." lindo!
Mais uma vez gostei de passar por aqui

Carlota

As tuas palavras ficam gravadas na memória.
É a força que lhes dás, invocando o sentimento...
Não percas isso.
Beijo grande para ti *

Walter,pela primeira vez vi o teu mail e adorei,és um grande poeta!!continua!

É bom continuar a ler-te

«(...)as coisas que valem a pena não podem deixar de ter a pena que valem.» (Miguel Esteves Cardoso)

'Nita

o sangue é o que de mais puro podes ter,sentir...
ja o sentiste correr,ja olhaste as tuas veias?

Adorei. Simplesmente espectacular.

bravoooo...

" Pertenço-te nesta certeza de pactos de sangue e é contigo que partilho silêncios de fogo que tanto têm para nos dizer."
MLSS

Post a Comment
on-line

Powered by Blogger

online
Spyware Remover Page copy protected against web site content infringement by Copyscape